quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Cuidar dum Bicho de Estimação

Com freqüência, os bichos de estimação são adquiridos de modo súbito, talvez mediante os esforços dum dono dum bichinho em passar adiante sua prole indesejável. Mas, à medida que cresce aquela bolinha fofa de vida, também crescem as responsabilidades. A Bíblia, em Provérbios 12:10, comenta: “O justo importa-se com a alma do seu animal doméstico.” Às vezes, não é tarefa pequena.

Os gastos com bichos de estimação incluem o custo dos alimentos e de tratamentos veterinários. Estes podem incluir a eliminação de vermes e vacinas, bem como serviços especiais em caso de doença e acidentes.

O tempo está envolvido, também. Enfeitar, dar banho, alimentar, treinar, exercitar e cuidar, mostrar afeição e dar disciplina a tais bichos, tudo leva tempo. Naturalmente, a quantidade de tempo varia conforme o bicho e as pessoas.

Daí, existe a responsabilidade que se tem para com o bicho e para com os outros. Por exemplo, os cães desejam o companheirismo humano, e é preciso gastar tempo com eles. Também precisam dum abrigo adequado ao seu tamanho. Certa autoridade lamentou “o número de pessoas que moram em casas com pequenos terraços que possuem afegães ou grandes dinamarqueses”. Caso as grades não sejam bem conservadas, os cães podem fugir, causando a destruição de propriedades alheias, sujando a rua e tornando-se um perigo para o trânsito. Às vezes, bichos barulhentos podem incomodar os vizinhos. Bichos exóticos podem ser excitantes por algum tempo, mas amiúde não são apropriados para se ter em casa. Tanto o animal como seu dono podem sofrer.

Na moderna vida citadina, os donos de bichos de estimação podem ter grandes problemas em encontrar um local adequado para eles. Também, quando a pessoa viaja, cuidar de seu bicho de estimação pode ser difícil ou custoso.

Cães e gatos vadios, não raro de famílias que não cuidam de seus bichos, constituem grandes problemas em muitas cidades. Na Austrália (com 14 milhões de habitantes), cerca de 50.000 cães vadios ou indesejáveis, e muitos mais gatos, são mortos cada ano. Por isso, muitos donos de gatos e cachorros mandam esterilizar seus bichos de estimação, caso não tencionem que se reproduzam. Isto também desestimula os animais, especialmente os machos, de fugir.

Nenhum comentário: