terça-feira, 17 de agosto de 2010

Formas das Teias

À primeira vista, muitas teias de aranha pareceriam pouco mais do que um emaranhado de fios finos. Mas, um exame mais detido amiúde revelará grande engenhosidade.

Exemplificando: D. Aranha-de-Jardim (ela é sempre Dona, visto que os machos não tecem teias) estira muitos “fios de retenção” num padrão cruzado. Abaixo deles, constrói compacta rede sedosa. Os insetos que voam batem nos “fios” e caem na rede embaixo.

Outras constroem uma rede em forma de arco e ainda outras uma cúpula arredondada em que a aranha se acoita. Os insetos capturados são puxados através dessas redes. Então, D. Aranha — amiúde mui asseada dona-de-casa — conserta sua sedosa “toalha de mesa”.

Mas, nem todas as teias são armadilhas imóveis. Certa aranha realmente modela um laço. Esta teia pequena e elástica é retesada entre os ramos de uma sempre-verde e mantida em seu lugar pela “vaqueira” até que algum mosquito insuspeito bata nela. Catapum! Ela dá um pouco de folga a seu fio e a teia é impulsionada para a frente, enredando o intruso! Com uma série de tais movimentos abocanhadores, o mosquito fica inteiramente encurralado.

Ao passo que nem todas as variedades de aranhas constroem teias, tais arquitetas são numerosas entre as mais de 29.000 espécies conhecidas. Todavia, dentre todas elas, uma “família” é considerada distinta, as artistas por excelência. São as fiandeiras da tela em roseta (ou redonda). Estas, segundo certa autoridade, “constroem a mais bela e complicada de todas as teias”.

Gostaria de observar uma fiandeira e ver como ela tece sua teia em roseta? Observemos a Aranea, a “rainha das aranhas-arquitetas” ao iniciar vigorosamente seu próximo projeto.

Nenhum comentário: