terça-feira, 29 de junho de 2010

As asas dos aviadores da natureza

▪ Na sua opinião, quem é mais eficiente no ar? Aviões ou animais como morcegos, insetos e pássaros? Por incrível que pareça, os aviões não são páreos para essas pequenas maravilhas da natureza, que “possuem habilidades impressionantes de se manter no ar mesmo com ventos fortes, chuva e neve”, disse Wei Shyy, professor de engenharia aeroespacial na Universidade de Michigan. Qual é o segredo? Bater as asas — algo que o homem inveja desde suas primeiras tentativas de levantar vôo.
Analise o seguinte: Durante o vôo de alguns pássaros e insetos, suas asas sempre mudam de formato para se adaptar ao ambiente. Isso os habilita a pairar no ar e realizar manobras bruscas. A revista Science News comenta o que foi observado nos morcegos: “Quando voam a uma velocidade baixa, de cerca de 1,5 metro por segundo, os morcegos viram as pontas das asas para baixo e rapidamente as acionam para trás num movimento ascendente. Os cientistas acreditam que essa técnica . . . possibilita a força de sustentação e propulsão.”
Sem dúvida, ainda há muito que aprender sobre os aviadores da natureza. “Fisicamente, o que eles fazem com o ar para conseguir uma força de sustentação tão eficiente?”, pergunta Peter Ifju, professor de engenharia mecânica e aeroespacial na Universidade da Flórida. Ele continua: “Simplesmente não conseguimos entender todos os aspectos da Física envolvidos no vôo. Podemos ver o que [os pássaros e insetos] fazem, mas não compreendemos como isso interage com o ar.”
O que você acha? Será que as asas versáteis dos aviadores da natureza surgiram por acaso? Ou tiveram um projeto?

Nenhum comentário: