terça-feira, 29 de junho de 2010

O impacto na população aviária

Durante a estação migratória, apenas um alto prédio em Chicago, Illinois, EUA, causou em média cerca de 1.480 mortes, de acordo com um relatório. Assim, durante um período de 14 anos consecutivos, umas 20.700 aves morreram por causa daquele único prédio. É claro que o total de aves que colidiram com o prédio foi bem maior. E não estamos falando de “pombos, gaivotas ou gansos”, mas de “aves ameaçadas de extinção”, disse Michael Mesure, diretor do Programa de Alerta para a Luz Fatal, em Toronto, Canadá.
Por exemplo, em um ano recente na Austrália, as vidraças mataram cerca de 30 periquitos-andorinha, espécie que conta agora com apenas 2 mil exemplares. Nos Estados Unidos, muitas espécimes do gorgeador-de-bachman, ave vista agora praticamente apenas em museus, foram encontradas depois de colidir com um farol na Flórida.
Das aves que sobrevivem a uma colisão, muitas ficam feridas ou fracas. Isso é perigoso principalmente para aves migratórias. Se elas caírem dentro de uma área com muitos prédios, podem morrer de fome ou servir de alimento para outros animais, alguns dos quais aprenderam a se aproveitar dessa fonte de comida ocasional.

Nenhum comentário: