sexta-feira, 23 de abril de 2010

Nem Todos os Cães São Seguros

Os cães às vezes entram em contato com sumagre venenoso, enchendo os pêlos com os óleos irritantes da planta. Já afagou um cão assim, e, mais tarde, ficou envenenado pelo sumagre? Casos desta doença tem sido rebuscados até um cão amigável. Também, alguns que sofrem de alergia verificaram que um cão lhes provocará desconforto. Quando se remove o cão, obtêm alívio.

Os cães também contraem tinhas, e talvez espalhem os fungos que provocam esta doença de pele aos humanos por meio de contato. Conforme observa The Complete Dog Book (O Livro Completo de Cães), publicação oficial do Kenel Club Estadunidense: “As crianças que se associam com cães enfermos freqüentemente ficam infetadas.” Assim, os cães, muito embora talvez sejam amigáveis, podem ser transmissores desta moléstia altamente contagiosa, embora não seja tão séria.

A raiva, por outro lado, é a mais temida das doenças. É usualmente transmitida aos humanos pela mordida dum cão, embora a mordida de outros animais também possa infetar a pessoa. Nos primeiros estágios, o cão raivoso talvez pareça mais amigável do que usual. Mas, o cão pode ficar facilmente raivoso e, se for erguido do solo talvez morda e transmita uma doença quase que certamente fatal.

Daí, há cães que talvez sejam amigáveis, mas que possuam piolhos que não o são. Os piolhos atacarão também os humanos, e podem transmitir doenças. Assim, o Dr. Deane P. Furman, perito em parasitologia, insta com respeito às pulgas: “Toda dona de casa deve livrar-se destas pragas tão rapidamente quanto possível.”

É claro que nem todos os cães são seguros. Considerando as infecções bacteriais e fungosas a que estão sujeitos, The New Dog Encyclopedia (A Nova Enciclopédia Canina; 1970), disse: “Muitas destas doenças são de importância para a saúde pública, visto que atingem outros animais e o homem. É preciso ser especialmente cuidadoso com os animais infetados que cercam as crianças, os idosos, ou as pessoas que, devido a outras moléstias, estão em condição de menor resistência.”

Nenhum comentário: