quarta-feira, 21 de abril de 2010

Sobrevivência ameaçada



Para sobreviver, o tigre-siberiano precisa matar grandes animais, incluindo cervos, alces e javalis. Mas essas presas estão escassas nas regiões selvagens do leste da Sibéria. Uma área florestal de cerca de mil quilômetros quadrados talvez forneça caça só para quatro ou cinco tigres. Assim, eles precisam de território suficiente para que possam sobreviver na natureza.
Por muitos anos, as imensas florestas inacessíveis da Sibéria foram o território ideal para esses grandes tigres. Os humanos, que constituem a única ameaça real à existência dos felinos, raramente se aventuravam a ir lá. Mas, em tempos recentes, serrarias de outros países têm derrubado muitas árvores dessas florestas.
À medida que as árvores desaparecem, o mesmo acontece com os cervos, alces e javalis, e também com os tigres-siberianos. Para o número desses tigres não diminuir ainda mais, o governo russo mantém extensas reservas naturais, como a Reserva Natural de Sikhote Alin. Mas, quando saem delas, os tigres se expõem a caçadores clandestinos envolvidos no comércio de itens exóticos. Dentes, garras, ossos e peles de tigre, incluindo os de filhotes, são vendidos por preços altos.
Esforços para salvar o tigre
Têm-se feito grandes esforços para salvar o tigre-siberiano, e os habitantes da região estão na liderança. Em resultado, o número de tigres-siberianos já aumentou um pouco. Um censo realizado em 2005 mostrou que existem entre 430 e 540 tigres na Sibéria.
Por outro lado, tigres-siberianos em cativeiro se reproduzem com facilidade e se desenvolvem relativamente bem. Existem mais de 500 tigres-siberianos em zoológicos ao redor do mundo. Então, por que não soltar alguns deles e repor seu número na natureza? Os cientistas hesitam em fazer isso. “Não adianta muito soltar um animal na natureza”, explicou uma pesquisadora, “a menos que sua segurança futura seja garantida”.
Todos os seres vivos, incluindo os grandes felinos, são uma evidência da sabedoria e do poder de Deus. Ele os considera dignos de Sua atenção e Seu cuidado. (Salmo 104:10, 11, 21, 22) Muitas pessoas que apreciam profundamente as obras do Criador confiam que chegará o tempo em que o tigre-siberiano não estará mais em perigo de extinção.

Nenhum comentário: