quarta-feira, 21 de abril de 2010

Uma luz no fim do túnel

Numa tentativa de salvar a espécie, foi fundada em 1923 a Sociedade Internacional para a Proteção do Bisão-Europeu. Sua primeira tarefa foi contar quantos bisões de raça pura viviam em cativeiro. Descobriu-se que ainda havia 54 bisões-europeus das planícies em vários zoológicos e parques particulares ao redor do mundo. Mas nem todos eles serviam para reprodução, alguns por serem muito velhos e outros por causa de doenças. Por fim, 12 exemplares foram escolhidos para aumentar a população dessa espécie. Sabe-se que todos os bisões-europeus das planícies vivos hoje descenderam de apenas 5 desses 12 exemplares.
O outono de 1929 marcou um momento triunfante: dois bisões-europeus das planícies foram devolvidos à natureza. Foram colocados numa reserva natural especialmente preparada para eles, na Floresta Białowieza. Depois de dez anos, já havia 16 bisões ali.

Nenhum comentário: